texto

Ionaldo Rodrigues nasceu em 1985, vive e trabalha em Belém (PA). Graduado em Ciências Sociais pela UFPA (2008).

Atua em projetos de pesquisa e ensino em fotografia na Associação Fotoativa e na Fundação Curro Velho. Em 2007 recebeu a Bolsa de Pesquisa em Arte do Instituto de Artes do Pará, quando desenvolveu o ensaio Botânico do Asfalto a partir de processos fotográficos históricos. Em 2009 recebeu prêmio no II Salão SESC Universitário de Arte Contemporânea e, em 2010, no 3º Salão da Vida.

Participou dos projetos Quase todos os dias… Belém, de Alberto Bitar, e Em um lugar qualquer – vídeo-experimentações com câmeras artesanais, de Dirceu Maués. Participou de diversas exposições coletivas, entre elas Lightness (2010) organizada pela Universidade de Newport; Indicial: fotografia paraense contemporânea (2011), realizada pelo Centro Cultural SESC Boulevard; Crônicas urbanas (2011), no II Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia, Museu da UFPA; e Coletivo/Individual (2012), galeria do CCBEU.

Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Pinterest