Abertura especial do evento será nos dias 1 e 2 de dezembro

O calendário de mostras da Kamara Kó de 2012 encerra em meio a uma feira de arte, pensada para celebrar o encontro da produção dos artistas que compõe o elenco da galeria e aproximar as obras do público. Nos próximos dias 1 e 2, as portas se abrem para a Coletiva de Dezembro, um convite para quem deseja conhecer a atual produção visual paraense em sua multiplicidade – e adquiri-las a um preço acessível.

Estarão à venda obras avulsas de fotógrafos como Miguel Chikaoka, que em 2012 experimentou um ano de reconhecimento nacional com o Prêmio Brasil de Fotografia, onde foi o artista homenageado, além de receber a Ordem do Mérito Cultural, o maior prêmio na área cultural concedido pelo governo federal.

Flávya Mutran expõe fotografias das séries “There’s No Place Like 127.0.0.1” (2009/2010) e “Egoshot” (2010), frutos das experiências da artista com o mundo virtual, onde a matéria-prima para as obras foram imagens privadas de usuários publicadas nas redes sociais e também vídeos de Youtube .

Ionaldo Rodrigues integra a coletiva com obras das séries “Carbono 14” e “polígono, nuvem”, ambas de 2012, e as fotografias “Barco” e “Gelo”, de 2007. Alem de algumas imagens da série “Botânica do Asfalto”.

A artista visual Danielle Fonseca compõe a exposição com as obras “Caixas-de-Correspondências”, da série “Rumo ao Farol” (2007/2011), e “Pequeno Homero no Rancho Não Posso Me Amofiná”, da série “Mar Absoluto/Retrato Natural” (2010).

De Alexandre Sequeira, a mostra exibe imagens de série produzida em 2008, no interior do Pará. De Pedro Cunha, imagens da série “Urbana Íris”. Edney Martins expõe algumas imagens da série “Rio Landscape”.

A “Coletiva de Dezembro” traz ainda obras de Anita Lima, Cláudia Leão, Guy Veloso, Keyla Sobral, Octávio Cardoso, Roberta Carvalho e Roberto Menezes.

Essa exposição conta com os benefícios da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e ao Esporte Amador Tó Teixeira e Guilherme Paraense, com o patrocínio da BLB Eletrônica.

Essa exposição é a concretização de uma das metas estabelecidas pela Kamara Kó Galeria enquanto uma atividade a ser fomentada para justamente criar/encontrar as estratégias de difusão, fruição e interlocução na aquisição de obras artísticas. Apresentando portanto a Kamara Kó como um espaço dedicado a colaborar com o crescimento da produção artística local, e o fortalecimento de uma economia e mercado para as artes visuais. Colaborando, portanto, na construção de novas possibilidades de desenvolvimento da diversificada e bem conceituada produção fotográfica do Pará.

Categorias:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 Abertura especial do evento será nos dias 1 e 2 de dezembro

O calendário de mostras da Kamara Kó de 2012 encerra em meio a uma feira de arte, pensada para celebrar o encontro da produção dos artistas que compõe o elenco da galeria e aproximar as obras do público. Nos próximos dias 1 e 2, as portas se abrem para a Coletiva de Dezembro, um convite para quem deseja conhecer a atual produção visual paraense em sua multiplicidade – e adquiri-las a um preço acessível.

Estarão à venda obras avulsas de fotógrafos como Miguel Chikaoka, que em 2012 experimentou um ano de reconhecimento nacional com o Prêmio Brasil de Fotografia, onde foi o artista homenageado, além de receber a Ordem do Mérito Cultural, o maior prêmio na área cultural concedido pelo governo federal.

Flávya Mutran expõe fotografias das séries “There’s No Place Like 127.0.0.1” (2009/2010) e “Egoshot” (2010), frutos das experiências da artista com o mundo virtual, onde a matéria-prima para as obras foram imagens privadas de usuários publicadas nas redes sociais e também vídeos de Youtube .

Ionaldo Rodrigues integra a coletiva com obras das séries “Carbono 14” e “polígono, nuvem”, ambas de 2012, e as fotografias “Barco” e “Gelo”, de 2007. Alem de algumas imagens da série “Botânica do Asfalto”.

A artista visual Danielle Fonseca compõe a exposição com as obras “Caixas-de-Correspondências”, da série “Rumo ao Farol” (2007/2011), e “Pequeno Homero no Rancho Não Posso Me Amofiná”, da série “Mar Absoluto/Retrato Natural” (2010).

De Alexandre Sequeira, a mostra exibe imagens de série produzida em 2008, no interior do Pará. De Pedro Cunha, imagens da série “Urbana Íris”. Edney Martins expõe algumas imagens da série “Rio Landscape”.

A “Coletiva de Dezembro” traz ainda obras de Anita Lima, Cláudia Leão, Guy Veloso, Keyla Sobral, Octávio Cardoso, Roberta Carvalho e Roberto Menezes.

Essa exposição conta com os benefícios da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e ao Esporte Amador Tó Teixeira e Guilherme Paraense, com o patrocínio da BLB Eletrônica.

Essa exposição é a concretização de uma das metas estabelecidas pela Kamara Kó Galeria enquanto uma atividade a ser fomentada para justamente criar/encontrar as estratégias de difusão, fruição e interlocução na aquisição de obras artísticas. Apresentando portanto a Kamara Kó como um espaço dedicado a colaborar com o crescimento da produção artística local, e o fortalecimento de uma economia e mercado para as artes visuais. Colaborando, portanto, na construção de novas possibilidades de desenvolvimento da diversificada e bem conceituada produção fotográfica do Pará.

SERVIÇO

Abertura da Mostra “Coletiva de Dezembro”, na Kamara Kó Galeria (Travessa Frutuoso Guimarães , 611, Campina), dias 1 e 2 de dezembro, de 10h às 17h. Visitação de 4 a 22 de dezembro, de 15h às 19h, (terça a sexta), e de 10h às 13h (sábados). A exposição é uma realização da Kamara Kó Galeria, com patrocínio da BLB Eletrônica, apoio institucional da Lei Tó Teixeira e Guilherme Paraense, FUMBEL e Prefeitura de Belém. Entrada franca. Informações e agendamentos: 91.32614809 | 91.32614240 kamarakogaleria@gmail.com | www.kamarakogaleria.com


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *