Lar de afetos e memória Em “Residência São Jerônimo”, Alexandre Sequeira revisita os vestígios do tempo da casa da família e confere novos sentidos ao espaço

saogeronimotitulosaogeronimosaogeronimotitulo2

Contemplado com o Prêmio Criação, Experimentação, Pesquisa e Divulgação Artística da Fundação Cultural do Estado do Pará – 2016, o projeto Residência São Jerônimo, do artista visual Alexandre Sequeira, está de portas abertas em dois espaços em Belém: a própria casa que acolhe em suas dependências um site specific e a partir do próximo dia 15, na Kamara Kó Galeria.

É na antiga casa da família, cada vez mais sombreada pelas edificações que se elevam ameaçadoramente no entorno, que Alexandre Sequeira assume há alguns anos a condição de espectador. Ele coleta e ordena memórias na forma de pequenos indícios que só se revelam sob o véu do longo convívio, pouco a pouco, dia após dia.

Por entre fragmentos de uma crônica do esquecimento traduzidos em móveis postos em desuso pela ação do tempo, de vasos, caixas, livros, pinturas, esculturas, louças, garrafas de vidro, documentos e fotografias Sequeira revisita arquivos, limpa a poeira. E, em um movimento que busca romper a estrutura originária da memória, Alexandre sugere outros ordenamentos, confere-lhes novos sentidos e novos usos.

 Imagem 04 Imagem 06

Revisitá-los e contaminá-los com o presente é a estratégia que o artista lança mão para assim libertá-los da condição de monumentos estáticos. O projeto se vincula ao doutorado conduzido pelo artista e, nos próximos três anos, passa a receber em um quarto de hóspedes, artistas interessados em pensar – através de enunciados poéticos, como lidamos com as imagens que coletamos, produzimos ou incorporamos e aceitamos como nossas. Curiosa sensação a de nos ver em sonho, mas pela qual pagamos um preço elevado. Depois que se gravam em nossos espíritos, tais recortes passam a contar mais do que as coisas que efetivamente experimentamos em vida.


Serviço: 

Residência São Jerônimo.

Kamara Kó Galeria.

Frutuoso Guimarães, 611.

Tel: (91) 3261 4809

https://www.facebook.com/kamarakogaleria/                                                   

Abertura: 15 de outubro das 17h às 21h

Visitação pública: de 18 de outubro a 26 de novembro de 2016.

Horário: Terça a sexta: 15h às 19h / Sábado: 10 às 13h

Categorias: Exposições

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *