Octavio Cardoso, 1963. Belém – PA.

Começou a fotografar em 1984 na Fotoativa, tendo sido seu presidente de 2000 a 2007.

Exposições individuais: Eu vejo, tu sonhas, Galeria Fidanza, 1987; Lugares imaginários, Fotoativa, 2009; Silêncio…, Kamara-Kó Galeria, 2013; Minha ilha campos abertos do Marajó, Museu Goeldi, 2015.

Prêmios: Grande Prêmio do Salão Arte Pará 87; Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia, 2010; XIV Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia, 2014; Prêmio Pesquisa e Experimentação Artística, Fundação Cultural do Pará, 2017.

Exposições coletivas: Panorama da Fotografia Contemporânea Brasileira, SESC São Paulo, I Nafoto; Brasilianas: fotógrafos de Belém do Pará, Centro Português de Fotografia, Porto, Portugal, Fotografia contemporânea paraense – Panorama 80/90, Casa das 11 Janelas, Belém; Une certaine Amazonie, Seine-Saint-Denis, França; Amazônia, ciclos de modernidade, CCBB, Rio; “Pororoca, A Amazônia no MAR”, MAR-Rio; “A Cor do Brasil”, MAR Rio; Antilogias: o fotográfico na Pinacoteca, São Paulo.

Possui obras nos acervos: MAM – Rio; Museu Casa das 11 Janelas, Pa;  MUFPa, Pa; CCBEU, Pa; MAR Rio; MASP – Pirelli; Pinacoteca, São Paulo.